House of Cards Notícias

Confira a entrevista de Michael Kelly sobre a quinta temporada de ‘House of Cards’!

O ator falou sobre o desenvolvimento de seu personagem (Doug) e sobre como foi rodar a série em um momento político conturbado nos Estados Unidos. Confira!

House of Cards começou como uma fantasia sombria e hoje em dia é quase que um reality show. Como foi desenvolver esta temporada no meio de um mundo tão confuso?

Foi muito surreal. Foi muito estranho ver tudo acontecendo ao mesmo tempo em que estávamos filmando, ver as duas eleições acontecendo juntas. Não foi planejado, estávamos apenas seguindo nossos roteiros.

Robin Wright dirigiu alguns episódios nas últimas temporadas. Como foi ser dirigido por ela? Você tem a vontade de dirigir?

Acho que ela é a pessoa com mais créditos de direção na série no momento. Ela dá tudo de si, sempre tem ideias inspiradoras, incríveis, analisa todas as cenas. Acho que ela é como David Fincher nesse ponto: sempre tenta sair de sua zona de conforto, sempre tenta fazer algo completamente diferente do que normalmente faz. E eu definitivamente gostaria de dirigir um episódio e Robin seria a minha inspiração, minha mestra. Ela é incrível, incrível.

Gosto particularmente de uma cena desta temporada em que Doug deixa uma marca no Salão Oval. Pela primeira vez, o vemos se preocupar com seu legado, a marca que vai deixar. Como foi esse momento para você?

Foi incrível. Quando li essa cena pela primeira vez, pensei que era incrível. Nossos roteiristas são sensacionais, fazem coisas brilhantes e quando li o roteiro percebi que seria um momento forte, potente. Me senti pressionado para fazer o certo, pensei muito sobre como eu faria a cena, como entraria no Salão Oval para deixar essa marca. Muitas coisas e emoções passaram por mim e pela minha cabeça durante aquela cena. Tenho certeza que é a marca dele, como você disse.


Às vezes, parece que Frank e Doug se sentem mais confortáveis em situações complicadas. Você acha que eles buscam problemas?

Eles já vivem em uma situação complexa há muitos anos. Não acho que eles procuram problemas, mas os problemas sempre os encontram por causa do trabalho que fazem e de como o fazem.

De quem você mais gosta na série?